Pesquisa:
SteamPunk | A Sociedade e as Ordens Retrofuturistas
Um dos mais importantes aspectos de uma organização baseada em gênero é a dedicação de indivíduos chave em divulgar as virtudes do produto cultural resultante dos esforços de pessoas envolvidas nas manifestações culturais do gênero em suas mais diversas formas.
Sociedade Retrofuturista, Sociedade Literária Retrofuturista, Ordem da Caldeira, Ordem da Jarreteira, Ordens Retrofuturistas
20391
post-template-default,single,single-post,postid-20391,single-format-standard,edgt-core-1.0.1,ajax_fade,page_not_loaded,,steampunk 2017-ver-1.9, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,transparent_content,blog_installed,wpb-js-composer js-comp-ver-5.2,vc_responsive
ago 15 2017

A Ordem da Caldeira e a Ordem da Jarreteira

Um dos mais importantes aspectos de uma organização baseada em gênero é a dedicação de indivíduos chave em divulgar as virtudes do produto cultural resultante dos esforços de pessoas envolvidas nas manifestações culturais do gênero em suas mais diversas formas.

Pensando nisso, a Sociedade Retrofuturista, a 28 de Abril de 2011, fundou a Ordem da Caldeira, tendo por objetivo a criação de um seleto grupo de produtores culturais, artífices e entusiastas engajados em promover no país o Retrofuturismo de um modo geral e o SteamPunk em particular.

O primeiro a receber a honraria foi o Comendador Romeu Martins, então editor do website Cidade Phantastica, por seu excelente trabalho de divulgação do gênero SteamPunk e do Retrofuturismo através de incontáveis artigos publicados e contos de sua autoria – cerimônia que ocorreu na Livraria Cultura do Shopping Bourbon, no lançamento da obra “Mortal Engines”, Philip Reeve, pela Novo Século Editora.

Só se voltou a falar em Ordem da Caldeira e comendas, quando da SteamCon II, que ocorreu em 2014 na vila de Paranapiacaba, Santo André, quando a Sociedade Retrofuturista, na figura de Raul Cândido e de mim mesmo – Bruno Accioly – achou por bem homenagear e reconhecer o trabalho do responsável pela Loja Paraná do Conselho SteamPunk e a responsável pela organização das convenções SteamPunk.

Além das ordenações, que são sempre confidenciais e sempre surpreendem o seus beneficiários, a Sociedade Retrofuturista fundou ainda a Ordem da Jarreteira, dedicada especificamente àqueles responsáveis pela produção de Cultura SteamPunk e Retrofuturista.

Tivemos portanto, a ordenação do Comendador Carlos Alberto Machado e da Comendadora Adriana Cabral, para a Ordem da Caldeira e do Comendador Karl Felippe para a Ordem da Jarreteira, cujo reconhecimento vai em favor de sua instrumental participação na concepção e no processo de criação do Conselho SteamPunk que, historicamente, é bem pouco mencionada mas reconhecida por todos os membros mais antigos da organização.

Na quinta edição da Convenção SteamPunk – a SteamCon V, de 2017 – tivemos a ordenação do Comendador André Felipe Wielgosz, da Comendadora Naga Riddle e do Comendador Barbarossa Targas, por inestimáveis esforços no sentido de promover o gênero no país e o Retrofuturismo de um modo geral.

Enquanto a Ordem da Caldeira é concedida à pessoas que envidaram esforços em prol do gênero e movimento Retrofuturista, a Ordem da Jarreteira tem por objetivo reconhecer especificamente o trabalho extraordinário na produção de Cultura SteamPunk e, desta vez, na SteamCon V, após a entrega do prêmio da Sociedade Literária Retrofuturista para os três homenageados – Flávio Medeiros Jr., Fábio Fernandes e Enéias Tavares – o Comendador Enéias Tavares foi novamente convocado ao palco, desta vez para ser ordenado, honra esta que só pode ser concedida pelo Grão-Mestre da Ordem da Jarreteira: Karl Felippe.

A Sociedade Retrofuturista, é a organização por detrás do Conselho SteamPunk, e é um Think Tank formado por entusiastas do gênero. Seu recém fundado desdobramento, a Sociedade Literária Retrofuturista faz papel semelhante a esta última na Literatura, concebendo, implementando e promovendo iniciativas neste campo e tendo suas fileiras engrossadas a cada nova premiação.

0 Comentários
Compartilhar
Bruno Accioly
conselho@steampunk.com.br

Co-fundador do Conselho SteamPunk, Bruno Accioly é diretor da dotweb - empresa que faz a infra-estrutura de internet da organização - concebeu a iniciativa aoLimiar.com.br, é fundador da Sociedade Literária Retrofuturista e autor de "Crônicas Póstumas".

Não há Comentários

Publicar Comentário